Lídia, Jé e Carol completam a lista de renovações do Novasemente



Está definido o futuro de todas as jogadoras da equipa que representou o Novasemente em 2018/19.

Era um grupo de 13 atletas, e após 6 delas anunciarem a sua saída do clube (Kati, Vanessa, Wallace, Ferreira, Neves e Pisko), o conjunto de Espinho anunciou já a renovação das restantes 7 jogadoras, sendo os últimos anúncios os de Lídia Moreira, Angélica Alves e Carolina Rocha, 3 jogadoras para as quais se prevê não só um futuro risonho por todo o potencial que apresentam, como têm sido nestes últimos anos peças muito importantes no conjunto de Espinho.

Lídia Moreira é aos 24 anos uma das mais mediáticas pivôs nacionais.

Fez grande parte da sua carreira nos Leões de Porto Salvo, clube onde começou o seu percurso como futsalista em 2007 e onde esteve por 7 temporadas, com uma pequena interrupção pelo meio. Por lá conquistou uma Taça Nacional nos atuais formatos, e transferiu-se para o Novasemente em 2016.

 Caminha para a quarta temporada em Espinho, onde se tem destacado, algo que já lhe valeu 18 internacionalizações pela seleção nacional portuguesa, onde marcou 10 golos e se sagrou vice-campeã europeia e venceu mais recentemente o Torneio Victory Day.

Quem também renovou foi Angélica Alves ou Jé, como é mais conhecida no mundo do futsal, que caminha para a terceira temporada no clube.

Depois de começar a sua carreira no Miramar Valadares em 2013, Angélica transferiu-se para os Restauradores Avintenses. Cedo deu nas vistas por Avintes, e não demorou muito a assumir o seu papel na equipa sénior do clube, mesmo sendo júnior. Por lá conquistou uma Taça Nacional de Juniores em 2015/16 e terminou em segundo lugar na mesma prova o ano seguinte. Transferiu-se para o Novasemente em 2017 quando terminou o projeto feminino dos Restauradores, e mantem-se agora por mais uma época no clube.

Jé conta ainda com 6 internacionalizações, 3 das quais pela seleção sub-17 onde fez dois golos e conquistou um segundo lugar num Torneio de Desenvolvimento, e outros 3 pela seleção principal.

Por último, mas não menos importante, falamos de Carolina Rocha, ou Carol como é habitualmente tratada.

É a mais jovem deste grupo de 3 renovações, e também a única que nunca foi convocada para a Seleção principal, mas é algo que não faz do percurso internacional de Carol pior que o das restantes.

Começou a sua carreira no GDC Coahemato, clube que representou desde 2009/10, até 2014/15, época que ainda começou no clube, mas em que já terminou a jogar pelos Restauradores. Seguiram-se depois mais 2 épocas no clube onde, tal como Jé, venceu uma Taça Nacional de Juniores e ficou em segundo lugar na seguinte, tendo também assumindo papel de destaque na equipa sénior, até se transferir então em 2017 para o Novasemente, clube para o qual caminha assim para a 3ª época consecutiva.

A nível internacional, Carol conta com 20 internacionalizações, seis delas nas sub-17 e outras catorze nas sub-19, tendo conquistado um Torneio de Desenvolvimento da UEFA e uma medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude.

Lídia, Jé e Carol juntam-se a Junior, Nancy, Bianca e Suka e são assim 7 no total as jogadoras que se mantêm no clube e que estarão às ordens de Nélson Costa na próxima temporada.

Resta agora saber quem chega de novo ao clube, sendo desde logo uma necessidade obvia a contratação de guarda-redes, uma vez que nenhuma das que estava no clube renovou, esperando-se novidades quanto a novas jogadoras nas próximas semanas.


Vídeos
Portugal - Espanha | 16:00h em direto
Dani eleito com o melhor golo da Jornada 9
Os melhores golos da Jornada 8, com o apoio de IMVISO Futsal
Campeonato Nacional Futsal Feminino | Top 3 Golos da 3ª Jornada (Video)
Ricardinho não quer surpresas.
Jorge Braz: "assumir com enorme serenidade e seriedade o início deste processo"
Filipinho é o autor do melhor golo da Jornada 7
Campeonato Nacional Futsal Feminino | Top 3 Golos da 2ª Jornada (Video)
Movistar Inter derrota C.A. Osasuna Magna numa partida emocionante (5-4)
Allan é reforço do SC Braga/AAUM
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial