Nuno Dias: "Este grupo vai pautar-se pelo equilíbrio"



Erick também reagiu ao triunfo frente ao ACCS Asnières Vileneuve 92
Após a vitória alcançada esta quarta-feira sobre os franceses do ACCS Asnières Vileneuve 92 (4-3), no primeiro jogo da Ronda Principal da UEFA Futsal Champions League, o treinador do Sporting Clube de Portugal, Nuno Dias, destacou a qualidade demonstrada pelo adversário.
 
“Tal como antevia, todas as equipas são difíceis e têm qualidade. Este é um dos grupos mais equilibrados, as quatro equipas podem ganhar a qualquer adversário. Tivemos um jogo muito difícil, com um desgaste enorme. A equipa francesa foi muito dura nos duelos físicos e tivemos de o ser também. Acabámos por fazer um bom jogo, principalmente na primeira parte. Nem parecia um encontro da Ronda Principal, mas sim da Ronda de Elite ou até da final eight”, começou por dizer o técnico em declarações aos meios de comunicação verdes e brancos.
 
“Tivemos ocasiões flagrantes e podíamos ter dilatado o marcador, mas não o fizemos. Depois acabámos por sofrer golos em situações em que podíamos ter feito melhor, principalmente o Guitta, que depois se redimiu ao fazer um grande golo. Tal como tinha dito, vão ser três jogos deste género. Equipas fortes, com qualidade, que trabalham bem e que têm jogadores com experiência internacional. Este grupo vai pautar-se pelo equilíbrio nos resultados”, disse.
 
Nuno Dias perspectivou depois o jogo de amanhã frente ao MFC Atyrau, do Cazaquistão.
 
“É uma equipa com cinco brasileiros de muita qualidade. Só conheço dois dos atletas cazaques que foram à selecção, sobre os restantes não tenho um conhecimento muito profundo, excepto do que temos em vídeo dos jogos que eles realizaram. Vai ser um jogo parecido com o de hoje, difícil e equilibrado. O grau de eficácia vai ditar o decorrer da partida”, referiu.
 
Erick, autor do primeiro golo da partida frente ao ACCS Asnières Vileneuve 92, assumiu que os Leões já esperavam dificuldades, mas considerou que o resultado pecou por curto.
 
“Sabíamos que o jogo ia ser difícil porque apesar de o adversário estar na segunda divisão, é uma equipa com jogadores de primeira. Têm atletas da selecção francesa, marroquina e do Azerbaijão. Se formos a avaliar pela quantidade de oportunidades que tivemos, o resultado acaba por ser injusto. Cometemos alguns erros individuais, mas a vitória é o mais importante”, sublinhou o internacional português, apontando desde logo ao duelo com o MFC Atyrau.
 
“Vai ser um jogo especial porque vamos reencontrar o Deo. No entanto, eles têm jogadores brasileiros e cazaques com muita qualidade. São a segunda melhor equipa do Cazaquistão neste momento e acho que vai ser um jogo muito bem disputado”, anteviu o universal.


Vídeos
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Jorge Braz analisa grupo de Portugal no Mundial 2021
Sorteio do Mundial da Lituânia
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade