Viseu 2001 vence Modicus e regressa às vitórias



O Viseu 2001/Palácio do Gelo recebeu e venceu o Modicus Cartest .
A equipa da casa que vinha de três derrotas consecutivas, regressou às vitórias enquanto o Módicus somou a sua 5ª derrota na Liga Placard.
O jogo iniciou-se praticamente com os golos do Viseu 2001. Logo aos 3 minutos e após um canto, Lukinhas rematou de primeira para Gerson defender e Rafa Stocker conseguiu empurrar para o primeiro da partida. O 2-0 veio logo de seguida da mesma forma, após canto - Canto para Rafa Stocker e Peixoto a colocar a bola no ângulo, num golo de belo efeito.
A primeira parte, desenrolou-se com a equipa forasteira a tentar marcar e reduzir o resultado, mas sem efeitos práticos.

A segunda metade iniciou-se semelhante à primeira. Golo do Viseu à passagem do segundo minuto e o 3-0. Mamadu correu meia quadra e com uma finalização de excelência aumentou a diferença no marcador.
Resposta pronto do Modicus no minuto seguinte. Assistência de Fábio Lima e dentro da área Uesler reduziu fazendo o primeiro golo da equipa de Sandim.
A expulsão de Peixoto aos 25 minutos deixou a equipa da casa em inferioridade numérica que o Modicus, por Márcio e Uesler acertou com duas bolas na barra, passando o tempo de superioridade numérica sem conseguir marcar.
O golo da equipa do Modicus chegou já em igualdade numérica. Magia de Fábio Lima com um toque de classe bateu o guarda-redes Thiago Soares, fazendo o 3-2.
A 4 minutos do final, Ricardo Ferreira lançou Márcio para o 5x4 na tentativa da equipa chegar à igualdade, mas foi numa primeira instância o Viseu a estar mais perto do golo, por intermédio de Mamadu a enviar uma bola ao poste depois de mais um lance individual.
A equipa do Modicus continuou na procura de chegar à igualdade de 5x4, mas num erro, Mamadu bisou, no último minuto e fez o 4-2 na partida. Resposta imediata do Modicus por Uesler a fazer o 4-3 final com que se chegou ao final do encontro.



Vídeos
À lei da bomba (e de Guitta)
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Jorge Braz analisa grupo de Portugal no Mundial 2021
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade