Leiria e Marinha Grande recebem as Fases Finais em maio da FADU



A próxima edição das Fases Finais dos Campeonatos Nacionais Universitários decorrerá nas cidades de Leiria e Marinha Grande. O evento desportivo da FADU com maior dimensão a nível nacional está previsto decorrer de 16 a 27 de maio e conta com a organização local do Politécnico de Leiria (P.Leiria), em parceria com os municípios locais.

Para o presidente do P.Leiria, Rui Pedrosa, esta é uma notícia ‘há muito esperada’ e que vem num ano especial para a cidade e para a região. ‘Nunca tínhamos tido a honra de receber as Fases Finais da FADU, com estas modalidades coletivas, é um objetivo conseguido e uma responsabilidade para fazer delas um marco para o politécnico e para a FADU. Sendo Leiria cidade europeia do desporto em 2022, ter um evento destes representa uma valorização dupla, porque esta cidade vai respirar desporto’.

O presidente garante que ‘o compromisso é o de ter uma elevada qualidade com a vontade de querer fazer sempre melhor’, mantendo o patamar demonstrado na realização de outros Campeonatos Nacionais Universitários ao longo de épocas passadas. Rui Pedrosa acredita que estão reunidas todas as condições e que a parceria com os municípios de Leiria e da Marinha Grande, e com outras entidades locais como clubes e associações, irá proporcionar um evento de qualidade. ‘Os dois municípios envolvidos têm infraestruturas de excelência, que darão a dignidade que a competição merece. São do melhor que existe a nível nacional e internacional, com uma qualidade ímpar’.

O administrador do P.Leiria, Pedro Costa, fala numa grande oportunidade para o P.Leiria. ‘É uma grande honra, um enorme desafio, mas também uma enorme oportunidade para o politécnico promover o desporto junto dos seus estudantes-atletas. Temos a vontade toda e queremos dignificar as Fases Finais’, disse, referindo a necessidade de virar definitivamente a página da pandemia. No plano desportivo, sobre o qual foi questionado, ressalva que o importante é a participação dos estudantes. ‘Será a maior comitiva que alguma vez tivemos. Deixo a parte competitiva para segundo plano, porque as medalhas, as classificações e as participações nos europeus ou nas universíadas passam para segundo plano quando temos o maior número de estudantes-atletas de sempre a participar’, assegurou.

Na corrida pela organização local, além do P.Leiria, esteve a Associação Académica da Universidade de Évora (AAUE). A decisão de levar a festa do deporto universitário para a região de Leiria foi tomada após processo de análise e avaliação, visitas técnicas e reuniões realizadas com as entidades candidatas. ‘As excelentes condições das infraestruturas desportivas apresentadas pela candidatura do Politécnico de Leiria foram decisivas para esta atribuição. Além disso, Leiria será no próximo ano cidade europeia do desporto e foram deixados vários compromissos que nos fazem acreditar que, para além de uma organização desportiva de excelência, os estudantes-atletas poderão também contar com um ambiente e experiência únicos’, sublinhou o presidente da FADU, André Reis, que aproveitou ainda para deixar uma palavra sobre a candidatura da AAUE. ´Queria também aproveitar para deixar uma mensagem à candidatura da Associação Académica da Universidade de Évora, especialmente a todos os seus dirigentes. Sei bem a dificuldade que têm para que o desporto seja encarado como uma prioridade política, não só no projeto educativo da universidade, como também na estratégia do município. Essa vontade, esse trabalho, é muito valorizado por nós, mas acaba por se tornar inglório quando visitamos as infraestruturas desportivas do município de Évora e percebemos que não existe capacidade para receber um evento desta natureza’.

Ainda que o calendário e a organização do evento seja definido mais tarde pela FADU, em articulação com a comissão organizadora local, as modalidades que estão previstas para integrar as próximas Fases Finais são o andebol, basquetebol, futebol, futsal, rugby 7 e o voleibol.

Vídeos
À lei da bomba (e de Guitta)
Jorge Braz: "Um jogo onde desde o início demonstrámos uma ambição gigantesca para vencer"
Jorge Braz quer Portugal focado em si mesmo frente à Tailândia
Ricardinho: "Os favoritos são sempre os mesmos. Vamos tentar intrometer-nos nesse lote"
Jorge Braz "É muito difícil e vai ser cada vez mais mas gostamos de coisas difíceis e é para a final que apontamos"
Nuno Dias analisa Sporting CP no arranque da temporada 2021/2022
Pulpis analisa SL Benfica no arranque da temporada 2021/2022
Jorge Braz anuncia convocados para o Mundial da Lituânia
Cascavel faz 3 golos em inferioridade numérica.
Jorge Braz analisa grupo de Portugal no Mundial 2021
Ficha técnica | Lei da transparência | Estatuto Editorial Politica Privacidade